A NEUROAUDIOLOGIA E OS BENEFÍCIOS NA DISCRIMINAÇÃO VOCAL

  • frederico vieira UVA

Resumo

Do nascimento à vida adulta, o sistema auditivo sofre alterações, seja por conta da maturação do sistema nervoso ou das alterações externas devido a patologias diversas que podem causar privação sensorial, acarretando plasticidade neuronal. A habilidade de se comunicar é ligada a capacidade de discriminar as palavras que se ouve. Entender antes de ser entendido é o que leva a comunicação a diante. Este estudo traça uma relação da plasticidade neuronal e a capacidade do ser humano de discriminar as palavras após a perda auditiva. Foi realizada uma revisão bibliográfica de artigos nas plataformas PUBMED, CAPES, ERIC e SCIELO onde foram selecionados 21 artigos, 2 livros e 2 teses para compor o conhecimento deste artigo. Pode-se concluir que a perda auditiva gera, em diferentes graus, uma alteração nas conexões sinápticas que geram um prejuízo ao paciente para discriminar palavras em diversas situações. Quando há um retorno do estímulo auditivo de qualidade, ocorre uma segunda reorganização das sinapses, que tem como objetivo melhorar a qualidade de discriminação dos pacientes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-12
Como Citar
vieira frederico. (2021). A NEUROAUDIOLOGIA E OS BENEFÍCIOS NA DISCRIMINAÇÃO VOCAL. Revista Interdisciplinar Pensamento Científico, 6(3). Recuperado de http://reinpeconline.com.br/index.php/reinpec/article/view/561
Seção
Articles